domingo, 21 de fevereiro de 2010

Um dia de cada vez

Como é bom poder cuidar de tudo em casa.
As coisas ainda estao de pernas pro ar, eu ainda nao consegui me adaptar a "nao ter o que fazer".
Tenho todo tempo e agoa ele me passa e eu nem percebo.

Depois de 1 mês se trabalhar, consegui fazer meu primeiro bolo, e com orgulho de ser integral (com linhaça, hummm). To quase conseguindo deixar o quarto organizado. A cozinha ta sempre - na medida do possivel - arrumadinha. O quintal nao fica mais sujo.

Qual o preço da felicidade né. De poder fazer as coisas com tempo de descansar, de poder jantar num horario bacana, de poder ter uma digestao de verdade antes de dormir. rs

Adoro a vida nova, de dedicação pra nossa casa e pra ele...
e ele é sempre o melhor dessa história. =)

2 zoiadinhas:

Jo M. E. Guerra de Carvalho disse...

Adoro essas entradas em que você fala do seu esposo desse jeito, com essa ternura... Sério, acho tão revigorante!!!!

Beijão!!

Carol_Rodarte disse...

Oi Jobis. Estava lendo ontem o seu post sobre os 10 anos juntos. Eu e Andre estamos juntos ha pouco mais de 2 anos, mas eu imagino minha vida com ele la na frente dessa forma. COm solidez, sem conto de fadas. A vida real é bem mais gostosa que so casal de comercial de margarina. Obrigada pelo elogio, Eu tento sempre falar do nosso relacionamento com carinho, mas co o pé no chao, apesar de algumas vezes sonhar nao fazer mal.

Beijos e obrigada por postar.